Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

O foco do encontro foi a integração de ações voltadas às pessoas em situação de vulnerabilidade social e aos indígenas

O governador do Amazonas, Wilson Lima, se reuniu no final tarde deste domingo (12/04), com a ministra Damares Alves, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH). O objetivo do encontro foi discutir o alinhamento de ações entre os governos estadual e federal no combate ao novo coronavírus, com foco na população mais vulnerável, como indígenas, crianças, idosos e Pessoas com Deficiência (PcDs). A ministra elogiou a atuação do Governo do Amazonas no enfrentamento ao vírus.

Wilson Lima ressaltou que é fundamental essa parceria com o Governo Federal. “Esse é o momento de todos nós nos unirmos. O Ministério dos Direitos Humanos, que tem a ministra Damares Alves como titular da pasta, tem esse papel e tem esse braço forte, que vai nos ajudar e muito a atender os nossos irmãos que estão em áreas mais distantes, como, por exemplo, os indígenas do Vale do Javari”, ressaltou Lima.

Damares Alves falou sobre a preocupação do Governo Federal com o público mais vulnerável, dentre eles, os povos de comunidades tradicionais e os indígenas. Segundo ela, o objetivo da ação integrada com o Governo do Amazonas é fazer com que essa população seja menos afetada com a Covid-19. A ministra elogiou a atuação do Amazonas com relação ao público mais vulnerável. “Foi uma conversa para dizer para o governador que ele não está sozinho, e conhecer o que está sendo feito. E saio daqui surpresa com tantas iniciativas feitas pelo governo local, antecipando-se a toda essa crise”, acrescentou Damares.

A reunião teve a presença da secretária de Saúde, Simone Papaiz, do secretário executivo adjunto de Atenção Especializada do Interior, Cássio Espírito Santo, do diretor-presidente da Fundação Estadual do Índio (FEI), Edivaldo Oliveira, e da secretária de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), Caroline Braz. O presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai), Cláudio Eduardo Badaró, e o superintendente da Polícia Federal no Amazonas, Alexandre Silva Saraiva, também participaram do encontro.

Atuação forte – O Governo do Amazonas tem atuado em diversas frentes para atender a população mais vulnerável. Desde o dia 25 de março, a Sejusc, a Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas) e o Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS) iniciaram uma triagem social e execução dos serviços no abrigo emergencial destinado à população em situação de rua, localizado na Arena Amadeu Teixeira. No local, são ofertados banhos e três refeições (café da manhã, almoço e jantar) aos assistidos, que também recebem doações de itens de higiene pessoal e roupas. Já foram realizados mais de 3.800 atendimentos no local. Atualmente, 90 pessoas em situação de rua estão abrigadas no local.

A titular da Sejusc destacou as ações para atender a população mais vulnerável ao vírus, entre elas, crianças, idosos e mulheres em situação de vulnerabilidade social, pessoas em situação de rua e PCDs. “Esse encontro foi muito proveitoso, principalmente do apoio do Governo Federal à nossa resposta ao público indígena. Para nós, qualquer ajuda do Governo Federal é muito bem-vinda, então ficamos muito gratos, com presença da ministra demonstrando essa preocupação com a população mais vulnerável”, reforçou Caroline Braz.

Além das ações para a população em situação de rua, o Governo do Amazonas continua atuando, por meio de atendimento domiciliar através de uma equipe volante, para atender mulheres em situação de violência doméstica, idosos, crianças e adolescentes e PcDs.

Alimentos – Por meio de uma ação conjunta entre Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror), vinculada à agência de Desenvolvimento Sustentável (ADS), Sejusc, FPS e Seas, o Governo do Amazonas já doou 263 toneladas de alimentos para instituições que atuam com pessoas em situação de vulnerabilidade social, além de mais de cinco mil kits de álcool em gel para 40 grupos de idosos do Amazonas que alcançaram mais de duas mil pessoas.

FOTOS: ARTHUR CASTRO/SEJUSC

COMPARTILHE
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email