Parintins Notícias
Notícias de Parintins

Na sede da Corte de Contas, prefeito de Manaus assina ordem de serviço para construção da passarela em frente ao TCE-AM

Com o objetivo de melhorar o fluxo de trânsito e diminuir o congestionamento em frente ao Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM), o prefeito de Manaus, David Almeida, assinou na manhã desta quinta-feira (1º), na sede da Corte de Contas amazonense, a ordem de serviço que autoriza o início das obras da passarela em frente ao Tribunal.

Além da passarela, a ordem de serviço também autoriza as obras de alargamento de parte da avenida Efigênio Sales, compreendido entre o trecho do viaduto da avenida Mário Ypiranga, até a entrada da avenida Via Láctea, no conjunto Morada do Sol. Para o alargamento, será diminuído o canteiro central, parte do meio fio, além de desapropriações pontuais em alguns trechos da obra.
Orçada em torno de R$ 9 milhões, por meio de convênio entre a Prefeitura e o Governo do Amazonas, a passarela terá estrutura metálica pré-moldada, o que pode acelerar a entrega da obra, prevista para 12 meses, além de contar com elevadores para garantir acessibilidade a todos que desejam fazer a travessia da avenida. Para evitar interrupções no trânsito, em especial nos horários de pico, as obras serão realizadas exclusivamente em período noturno.
Ao agradecer e parabenizar a Prefeitura pelo início das obras, o presidente do TCE-AM, conselheiro Érico Desterro, destacou que a passarela era um pleito antigo da Corte de Contas, ignorado por gestões anteriores do executivo municipal. Na avaliação dele, não só os servidores do Tribunal serão beneficiados, mas toda a sociedade manauara.
“Essa obra é um desejo antigo do TCE e que vários prefeitos que passaram fizeram promessas, mas não cumpriram. É uma obra para toda a cidade de Manaus. Tenho certeza que com a saída desse semáforo, e com o alargamento da via, conforme anunciado pelo prefeito David almeida, o fluxo nessa parte da Efigênio Sales será bastante aprimorado, já que acaba com aquela interrupção constante do trânsito, além de facilitar a vida dos pedestres, que poderão atravessar a faixa a qualquer momento, inclusive com acessibilidade para pessoas com deficiência”, comentou o conselheiro-presidente.
Melhoria viária
Para David Almeida, o modelo de construção da passarela em frente ao TCE-AM poderá servir de referência para outras obras da cidade de Manaus. Segundo ele, a Prefeitura e a Corte de Contas estudam um modo de o Tribunal poder fazer uma gestão da passarela, entrando com recursos próprios para a manutenção da estrutura, que contará com equipamentos mecânicos, como elevadores para PCD’s, além da questão de preservação e estética da obra, o que poderá ser firmado em modelo de convênio em breve.
“Essa é uma possibilidade que estamos estudando, ou seja, uma forma de fazer com que obras feitas em locais de grande circulação de pessoas possa ter a participação de um empreendimento que seja beneficiado por essas obras, no caso da passarela, uma forma de o TCE-AM fazer parte da gestão dela, ou em casos de paradas de ônibus, por exemplo, fazer com que shoppings, supermercados e outros empreendimentos possam fazer a gestão e manutenção desses espaços, tendo inclusive o uso das placas de publicidade como contrapartida”, comentou David Almeida.
Também participaram da assinatura da ordem de serviço o secretário municipal de infraestrutura (Seminf), Renato Frota Magalhães, além do vice-governador eleito Tadeu Souza e a subcoordenador setorial administrativa financeira da Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), Daniella Jaime, que representaram o governador do Amazonas, Wilson Lima, além de servidores do TCE-AM, entre eles o secretário de controle externo da Corte de Contas, Jorge Lobo.

-publicidade-